Nada se perde, tudo se transforma…

… em shopping!!!

Em Buenos Aires é assim – poucos são os shopping centers que foram construídos para ser shopping centers. Adoro essa idéia de “reciclagem arquitetônica” – acho, inclusive, que Buenos Aires poderia ser uma inspiração e tanto para outras cidades nesse aspecto… Vejamos: as Galerías Pací­fico funcionavam como uma estação de trem; o Patio Bullrich era uma casa de leilões de gado; o Shopping Abasto era o antigo mercado de abastecimento da cidade… Uma vez ouvi dizer, mas não sei se é verdade, que as Terrazas do Buenos Aires Design Center são as antigas celas de um mosteiro – verdade ou não, a idéia seduz…

Mas, dentre todas essas reciclagens, a mais interessante, na minha opinião, é a transformação do antigo Cine Teatro Grand Splendid na filial da Librerí­a Ateneo, a Ateneo Grand Splendid… Em uma crônica (“Os subterrâneos de Buenos Aires”), publicada no Globo de 30 de janeiro, descobri que o escritor João Paulo Cuenca compartilha o meu fascí­nio:

“Peço o terceiro café à garçonete sobre o proscênio de um antigo teatro, por trás de cortinas vermelhas entreabertas, sob o olhar de uma audiência de livros que lotam a platéia, os balcões e as galerias douradas do salão. Os volumes nos encaram pelas lombadas e ocupam diligentemente as prateleiras, organizados por ordem temática e alfabética. Sobre nós, anjos alados que escalam a cúpula do salão conversam silenciosamente, talvez questionando se os livros-espectadores são mais humanos que os leitores de carne e osso.

Essa inversão de lugares única no mundo (“eles”, os livros, na platéia, nós sobre o palco) se dá na gigantesca livraria El Ateneo Grand Splendid, na Avenida Santa Fé, em Buenos Aires, que funciona, como os leitores já devem ter notado, num teatro desativado. No que era o palco (onde, na década de 20, muitas vezes cantou Carlos Gardel) está instalado um café, onde os portenhos lêem, falam baixinho e comem sanduí­ches de miga ao som de um piano de notas vagas.”

4 thoughts on “Nada se perde, tudo se transforma…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *