De volta a Buenos Aires

Buenos Aires foi a moldura perfeita para a minha viagem – e, para os que sabem da minha paixão pela cidade, um prato cheio para as piadinhas do tipo “só mesmo você para ir a Buenos Aires duas vezes na mesma viagem”!!!

Tomamos o catamarã em Colonia às 10:15 da manhã – e chegamos a Buenos Aires por volta das 10:10… 😉 A viagem leva entre 50 min. e 1 h, mas a Argentina não adota o horário de verão, ao contrário do Uruguai – assim, a hora de viagem foi um bônus que ganhamos nesse dia!

Em todos os catamarãs que fazem a travessia Uruguai-Argentina há um free shop a bordo. Fiquei surpresa ao ver que os preços de vários artigos eram ainda mais baixos do que no free shop do aeroporto do Rio, principalmente nos perfumes – em alguns casos, a diferença chegava a US$ 5 dólares. Na viagem Buenos Aires-Montevidéu, principamente, é uma boa forma de ajudar a passar as 3 horas de viagem, desde que haja espaço na mala pra carregar as compritchas, claro… 😆

Chegando a Buenos Aires, rumamos para a Recoleta, onde eu tinha reservado o Park Elegance Kempinski, na Avenida Pueyrredón. O hotel é um 4 estrelas bem tradicional, com um atendimento primoroso e extremamente bem localizado. Uma dica aqui é preferir os apartamentos de fundos, já que a avenida é bem movimentada e o barulho pode atrapalhar o sono dos mais sensí­veis. Por outro lado, embora o hotel seja antigo – o que no caso implicou principalmente em elevadores pequenos e lentos – os apartamentos (incluindo os banheiros) estão muito bem conservados e, felizmente, livres daquele cheirinho de mofo tão caracterí­stico… Consegui a diária a US$ 83, por obra da Sabrina, da Pescara Turismo, minha amiga de infância dublê de agente de viagens – em nenhum consolidador vi tarifa tão boa, na época…

Aqui vão algumas fotos para dar um gostinho – e uma idéia do tamanho dos quartos! Aliás, o espaço nos quartos para mim é quase tão importante quanto a localização dos hotéis. Podendo evitar os cubí­culos, eu evito – detesto me sentir claustrofóbica!!!

O quarto em que os meus pais se hospedaram era ainda mais espaçoso:

Essa foi a nossa base para as incursões pela cidade. Minhas viagens por Buenos Aires hoje em dia não são bons parâmetros para quem está indo conhecer a cidade – deixo de lado vários pontos turísticos, só voltando a alguns pra matar as saudades, e passo muito tempo perambulando pelas ruas, observando as paisagens e pessoas… Mas vou procurar me concentrar em alguns recantos favoritos, conhecidos ou não, desta e de outras viagens, partindo do critério básico de ter umas fotos bonitinhas pra mostrar… 😉

206 thoughts on “De volta a Buenos Aires

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *