Mil novecentos e antigamente…

Passei a última semana sem saber como começar a falar sobre Buenos Aires… Das últimas vezes em que estive na cidade, acho que fiz pouco ou nada de interesse turí­stico, apenas caminhei muito, procurei novos jeitos de chegar a antigos lugares, observei mais… Fiquei sem saber se a minha Buenos Aires seria interessante para mais alguém – até porque eu não moro lá, não tenho dicas quentí­ssimas dos locais, sou apenas apaixonada e compulsiva… 😉

Decidi então começar pelo começo: algumas fotos da primeira vez em que estive lá, há mais de 10 anos. Fui com a Cláudia, minha melhor amiga desde sempre – segundo a própria, nossa amizade dura mais que os casamentos dela… 😛 Passamos uns 10 dias desbravando vários e vários cantinhos da cidade, na companhia da minha ex-cunhada, que é argentina e estava por lá em visita aos pais. Resultado: não fizemos quase nada que fosse muito turí­stico – tango e Caminito, nem pensar! – mas tivemos algumas experiências muito bacanas, como ficar hospedadas em Belgrano (quase onde hoje é Palermo Hollywood), assistir a Les Luthiers, entrar na Iglesia Redonda, ir às compras na Avenida Cabildo, fazer a visita guiada ao Teatro Colón, conhecer o Museo Naval em Tigre, passear pela Reserva Ecológica… Depois dessa, voltei a Buenos Aires várias outras vezes, cumpri o roteiro turí­stico direitinho, mas foram os sabores (literais e figurados) dessa primeira vez que me ganharam…

Um dos lugares que me conquistaram de imediato foi o Jardí­n Japonés, onde eu só deixei de voltar em uma única visita a Buenos Aires:

03-carla-e-claudia-jardin-japones.jpg

Uma caminhada de poucos minutos leva ao Rosedal, que vi praticamente sem flores, já que era inverno:

04-carla-el-rosedal.jpg

O Puerto Madero ainda estava tinindo de novo, tinha acabado de ser revitalizado:

11carla-e-claudia-puerto-madero.jpg

Um passeio que eu ainda amo fazer é visitar os barcos-museu, como a Fragata Sarmiento e a Corbeta Uruguay:

12carla-e-claudia-puerto-madero.jpg

14carla-puerto-madero.jpg

Na Reserva Ecológica eu ainda não tive a chance de voltar… Mas a placa ficou na memória – ela alerta para que ninguém machuque as cobras… 😛

13carla-reserva-ecologica.jpg

Fomos também até Tigre, pelo Tren de la Costa, conhecer o Delta, um tradicional passeio de fim de semana dos portenhos. Mas não aconselho ninguém a ir no inverno, como eu fui – passei um frio daqueles, e demorei anos pra ter vontade de voltar! Claro, voltei no verão…

06carla-e-claudia-catamara.jpg

Eu já disse que AMO a arquitetura imponente do Hotel Tigre? 😉

10-carla-hotel-tigre.jpg

32 thoughts on “Mil novecentos e antigamente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *