De passagem por Juliaca

Ao longo do planejamento da viagem, uma questão que ficou pendente por um bom tempo foi se irí­amos de Puno a Cuzco de trem ou de avião. A viagem de trem, oferecida pela Peru Rail em um trem de luxo, o Andean Explorer, dura cerca de 10 horas e custava então US$ 130.00. Emocionalmente eu já tinha escolhido o trem… 😉 Me encantava a idéia de passar o dia admirando a paisagem andina pela janela, curtindo a viagem em um trem que, afinal de contas, pertence à Orient Express, dona da Peru Rail…

Para meu desapontamento, entretanto, o Andean Explorer só faz o percurso Puno-Cuzco dia sim, dia não. No dia não, o percurso é inverso, e o trem volta de Cuzco a Puno… O nosso dia escolhido, 29 de julho de 2007, era um dia não… 😥 Tí­nhamos então duas opções:

1. ficar mais um dia em Puno e depois passar o outro dia inteiro no trem, o que mataria 2 dos 4 dias que eu tinha reservado para Cuzco e Machu Picchu – isso provavelmente prejudicaria muito tanto a nossa estada em Cuzco quanto a nossa ida a Machu Picchu, e ainda nos deixaria com 1 dia inteirinho para preencher em Puno…

OU

2. trocar a viagem de trem pela mais sensata viagem de avião – e eu já tinha conseguido um vôo da Lan Peru no site da Enjoy Peru a módicos US$ 95.00, partindo de Juliaca às 09:00 h da manhã e chegando a Cuzco às 09:45 h.

Não havia mais o que pensar… Chegando a Cuzco antes das 10:00 da manhã ainda terí­amos o dia inteirinho para fazer um reconhecimento bem descompromissado da cidade, poderíamos ir buscar as nossas passagens para Machu Picchu com toda a calma, irí­amos almoçar e jantar sem pressa, verí­amos as lojinhas de artesanato sem correria, e ainda nos sobraria bastante tempo para dedicar aos nossos “compromissos turí­sticos” com a cidade nos dias seguintes… 😉

Assim, no dia marcado, acordamos cedí­ssimo. Era um domingo, e naquele dia finalmente irí­amos para Cuzco. No dia anterior tí­nhamos contratado, no próprio Hotel Conde de Lemos, o nosso transporte de Puno até o Aeroporto de Juliaca, a 15 soles por pessoa, cerca de 10 reais. São cerca de 45 minutos de viagem, por isso estávamos prontas para partir às 07:00 h da matina…

Seguimos por estradas livres até a praça central de Juliaca:

img_1200.jpg

Poucos minutos depois chegamos ao aeroporto, onde tudo teria corrido às mil maravilhas se eu não tivesse criado o meu próprio “caos aéreo” particular… 😆 Pois não é que me esqueci de despachar o meu alicate de cutí­culas dentro da mala?!? Na hora em que vi o formato daquela “arma” no visor do raio X, pensei que ele iria parar direto no lixo… 😛 Mas a funcionária do aeroporto foi super solí­cita, e me explicou que eu poderia voltar ao check-in e pedir para despachar o alicate dentro de uma bolsa plástica, como um segundo volume, caso a minha mala já estivesse na esteira. Foi o que fiz, e ainda bem que o aeroporto estava vazio, porque foi uma corrida contra o tempo!!! Mas o que se há de fazer, né? Nós, meninas, temos as nossas pequenas vaidades… 😳

Voamos em céu de brigadeiro até Cuzco. Ao contrário da maioria dos turistas que chega a Cuzco, estávamos vindo de uma cidade mais alta – Puno está a mais ou menos 3.800 m de altitude, contra os 3.400 m de Cuzco. Portanto, daquele momento em diante, nosso caminho seria para baixo… Adiós, soroche!!! 😆

21 thoughts on “De passagem por Juliaca

  1. Ufa, Carla! Já estava pensando que mais um atraso tinha comprometido um dia da sua viagem! Ainda bem que foi apenas um incidente de poucos minutos. 😉

  2. Camila, fui eu que me enganei de vôo quando escrevi o post anterior… Na verdade, passei por um outro atraso, sim, mas foi no vôo de Cuzco a Lima, e não no de Juliaca a Cuzco… Até incluí­ uma atualização no outro post pra explicar… 😉

  3. Eu tinha tido a mesma impressão que a Camila, ainda bem que tudo deu certo! E um tempo extra em Cuzco nunca é demais 😀
    Eu acabei indo de Puno para Cuzco num ônibus que parava em alguns pontos interessantes da rota, como Pukara, Raqchi e Andahuaylillas.

  4. Emília, você se lembra quanto tempo levou a sua viagem de ônibus? Eu não tinha nem considerado essa opção, mas deve ter sido tão bonita quanto seria a viagem de trem…

  5. Carla,
    Essa novela da vida real esta muito boa!
    E essa história do alicate, eu já vi muito cremes caros e coisinhas no lixo do lado do raio x, você teve sorte e tempo para poder enviar!

    abraços
    pat

  6. Patsy, o que dói é saber que às vezes é pura distração mesmo, ou pressa de arrumar as coisas, e não má-fé – e nem falta de informação! 😉

  7. Carla, nesse dia nós acordamos cedíssimo para pegar o nascer do sol em Sillustani e o guia nos deixou, cerca de 8 da manhã, já no meio da estrada para pegar esse ônibus. Nós chegamos em Cuzco cerca de 5 da tarde. É longo o roteiro, mas muito interessante. Até o lugar em que eles param para o almoço é bacana (normalmente esse tipo de refeição é roubada). Gostamos especialmente das paisagens depois de Pukara até o almoço em Sicuani, de Raqchi (sítio arqueológico inca com adobe, bem raro) e Andahuaylillas, uma cidadezinha do interior fofíssima, com uma bela igreja cheia de pinturas. A minha vontade era de ficar por ali, a criançada brincando na praça, as casas coloniais…
    Sobre a empresa, eu não me lembro com certeza, mas acho que foi a Inka Express: http://www.inkaexpress.com.pe/ . Mas acredito que existam outras, pelo menos pesquisando na internet.
    Carla, eu adorei a idéia do trem, achei bastante romântica. Quem sabe numa próxima viagem? (Que eu espero sinceramente que aconteça…)

  8. Emília, eu já tinha lido sobre esse trajeto de ônibus, mas vi algumas pessoas reclamando de algumas empresas. Acho que só vou comprar as passagens lá mesmo. Em último caso tem o ônibus direto de Puno pra Cuzco e a viagem dura só 5 horas.

  9. Eu também guardei a idéia de ir de trem para uma próxima viagem… Estou sempre contando que haverá uma próxima vez, principalmente nos lugares onde gostei muito de ir… 😉

    Camila, eu concordo com você que nesse caso deve dar pra esperar e decidir-se por lá mesmo – principalmente porque você não vai na altí­ssima temporada. Se você fosse em julho, eu não aconselharia, não…

  10. Olá Carla! Passei para ler suas dicas e dar um alô!!!

    Aguardo ansiosamente as dicas de Cusco e Machu Pichu!

  11. Seja bem-vindo, Alexandre! De hoje em diante, o assunto nessa novela aqui vai ser Cuzco e Machu Picchu por um bom tempo!!! 😀

  12. Conhecer Machu Pichu de fato é demais, entretanto, acho legal falar um pouco de Juliaca. Juliaca é no minimo exotica com seus inumeros triciclos e moto taxi por todos os lados. Quando conheci Juliaca, uma coisa que me chamou muita atenção, o lixo. A cidade é conhecida no departamento de Puno pela falsificação e contrabando. Muitos produtos são contabandeados e vendidos em Juliaca e exportado a outros lugares. Antes de cairmos em noções preconceituosos sobre este tema acho importante destacar as astucias do povo Juliaquenho em burla um sistema hegemonico de dominação. O que vemos em Juliaca é outra estetica que fala de trabalho e luta pela sobrevivencia. O lixo denuncia ” progresso” as versas que não prepara o povo para sua chegada, isto é, a cidade não detém tecnologias para descatar seus residuos, muitos entretanto, são reproveitados, principalmente o lixo eletronico. Passar por Juliaca pode render muitas reflexões…..

  13. Obrigada pela contribuição, Danielle! Como eu disse, mal vi Juliaca pela janelinha do táxi, então nem sabia de tudo isso…

  14. Sônia, entre no site da Enjoy Peru que você descobre. O link está no corpo do texto acima. Lembre de procurar o vôo de Juliaca a Cuzco – Puno usa o aeroporto de Juliaca.

  15. Oi Carla! encontrei em seu outro blog um post sobre sua viagem ao Peru. Gostaria de saber como vc fez o trajeto Puno – Juliaca? Pq na verdade, eu preciso fazer o contrario, rs. Vou chegar no Aeroporto de Juliaca e de la pretendo pegar um onibus para cidade de Puno, porem nao sei qual empresa faz este trajeto.
    Se vc puder me ajudar eu agradeço muito!
    Obrigada
    Isa

  16. Isabella, como eu disse no texto do post, “No dia anterior tí­nhamos contratado, no próprio Hotel Conde de Lemos, o nosso transporte de Puno até o Aeroporto de Juliaca, a 15 soles por pessoa, cerca de 10 reais. São cerca de 45 minutos de viagem.”

    Se você já fez a reserva do seu hotel em Puno, eu sugeriria perguntar se o próprio hotel arranjaria o seu transfer. Os preços no Peru são super em conta para nós, não sei se vale a pena o stress de chegar ao aeroporto e ir procurar que ônibus te levaria até Puno…

  17. De Juliaca para Cuzco tinha onibus ? Não consigo passagens baratas de avião nem pela Lan …

    • Erick, a Camila, do Viaggiando ( http://www.viaggiando.com.br ) foi de ônibus de Puno a Cuzco, mas não achou boa a experiência, não… Eu não cheguei a pesquisar ônibus, fiquei só entre o trem e o avião mesmo. Faz uma visitinha ao blog dela pra conferir!

      • carla. estou vendo como ja te disse, peru. me diz uma coisa. isso se ainda te lembras. no site da lan peru, tem varias tarifas de juliaca a cuzco. tem uma de 90 dolares, que acredito seja a que pegaste quando de teu relato. no entanto fala que somente pode ser adquirida pelos moradores locais. foi essa que compraste ou foi a outra? aguardo retorno, att justino

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *