Trilhos Incas

Desde o começo do planejamento da viagem – aliás, desde que eu me entendo por gente, e gente que gosta de viajar e queria ir conhecer o Peru – eu sabia que a Trilha Inca não era pra mim… Curiosidade eu tenho, sim – e a Emí­lia, convidada especial do Idas e Vindas no post anterior, ajudou bem a aguçar essa curiosidade… Mas eu me conheço – sempre fui fresca e chata, e depois de arranjar uma hérnia de disco, então, essa aventura não ia dar certo… Assim, eu já fiz os planos trocando a Trilha Inca pelos “trilhos incas”… 😆

A Peru Rail é a empresa que faz o transporte entre Cuzco e Machu Picchu, assim como de Puno a Cuzco, aliás… Ela pertence ao grupo Orient Express, o que fica bem patente nos trens de luxo que fazem as duas rotas: o Hiram Bingham, de Cuzco a Machu Picchu, e o Andean Explorer, de Puno a Cuzco.

Nota: Nesse post aqui eu dei o passo-a-passo de reserva e compra de bilhetes da Peru Rail.

São 3 tipos de trens turísticos que fazem a ligação entre Cuzco e Machu Picchu (todas as fotos são do site da Peru Rail):

– o Hiram Bingham – um trem de luxo, que ficou só na vontade mesmo; a US$ 588.00 a passagem, acho que nem na próxima encarnação… 😛

– o Vistadome – o meu escolhido, um trem panorâmico que tem grandes janelas e boa parte do teto de vidro, para que se aprecie a paisagem; ano passado eu paguei US$ 113.00 ida e volta, mas já vi no site que em 2008 o valor é US$ 142.00 (preços inflacionadí­ssimos em dólar!!!)

– o Backpacker – o trem convencional, escolhido pela maioria dos turistas que vai a Machu Picchu; para 2008, a tarifa ida e volta é de US$ 96.00.

Há uma boa diferença de preços entre eles, mas a verdade é que não é barato ir a Machu Picchu, seja pela Trilha Inca ou por qualquer dos 3 tipos de trem oferecidos. Claro que o Hiram Bingham é quase uma afronta, mas os outros trens mais “normais” – o Vistadome e o Backpacker – também não são exatamente “baratinhos”… Os preços da atração turí­stica mais famosa do Peru estão completamente fora de qualquer parâmetro praticado no resto do paí­s!

Quando estive lá, em julho de 2007, o meu orçamento foi este:

– Trem Vistadome, Cuzco / Machu Picchu / Cuzco – US$ 113.00;

– Ônibus Aguas Calientes / Machu Picchu / Aguas Calientes – US$ 24.00;

– Ingresso para o Parque Nacional de Machu Picchu, válido por 1 dia – o equivalente a US$ 38.00.

Uma das maiores vantagens que têm aqueles que fazem a Trilha Inca é chegar ao Parque antes que os portões sejam abertos aos turistas; uma forma de aproveitar um pouco dessa calma, mas depois de abertos os portões, claro, é escolher o Vistadome que parte de Cuzco às 6:00 da manhã, que chega a Machu Picchu antes do Backpacker e, portanto, antes da maior parte dos turistas… 😉

Durante a fase de planejamento, cheguei a pensar em dormir uma noite em Aguas Calientes para voltar a Machu Picchu no dia seguinte. O Bruno Vilaça, em um comentário lá no Viaje na Viagem, me demoveu da idéia com dois ótimos argumentos: primeiro, que só os hóspedes dos hotéis situados dentro do parque podem permanecer lá após o fechamento dos portões, ou seja, adeus pôr-do-sol e nascer do sol na manhã seguinte; segundo, que levando um lanchinho para não precisar sair para almoçar, eu teria tempo mais do que suficiente para percorrer todo o sí­tio arqueológico. Eu segui a dica, e ela se revelou muito sábia – valeu, Bruno! 😀

14 thoughts on “Trilhos Incas

  1. Carla

    Se voce quiser ir para Alcatraz, reserve antes, eu tentei fazer o passeio no dia, e não consegui, isto em outubro, que não é alta temporada.

    Se voce quiser alguma outra dica é so escrever.

  2. Carla, depois de usar suas dicas para viajar a Buenos Aires, estou planejando uma ida ao Peru e ando lendo TUDO por aqui e nos blogs do Arthur e da Camila. Só que um problema está ameaçando as minhas férias…

    Minha dúvida agora é a seguinte: com quanta antecedência vc comprou os bilhetes de trem para Machu Picchu?

    Procurei no site da Peru Rail e só encontrei um dia durante todo o mês de abril em que há disponibilidade de bilhetes de ida e volta! E só tinha lugares no trem Backpacker. Procurando por datas aleatórias durante todo o ano, também achei difícil encontrar vagas e só achei disponibilidade no Vistadome para datas bem próximas (ainda em janeiro). Isso tudo é normal? Quer dizer que, se não comprar imediatamente, corro o risco de não viajar em abril? Ou há um prazo máximo? Já pensei em procurar comprar os bilhetes por intermêdio de uma agência de viagens. O que vc acha?

  3. Carla, postei a mesma dúvida no viaje na viagem, e o Riq já me esclareceu. Tenho de fazer a busca desde Ollanta para ter mais opções de trem. De lá, existem vários trens mesmo, e a disponibilidade é grande. Lendo os seus posts, entendi que vc tinha ido de trem desde Cuzco, não? Acho que não terei mais essa opção…

  4. Wanessa, desde que eu fui ao Peru parece que a Peru Rail mudou as regras do jogo. Antes, era possí­vel fazer a reserva pelo site e comprar as passagens lá pessoalmente. Agora isso já não é mais possí­vel. Por conta dessa mudança, eu acredito que as agências de viagens locais tenham se tornado pontos de venda, com possí­veis bloqueios de datas. Vale pesquisar também se sites como a Enjoy Peru (profissionalí­ssima – comprei minha passagem Juliaca-Cusco com eles) vendem as passagens. Se não, a solução é fazer como sugeriu o Riq, e partir de outro ponto. Você pode combinar a visita ao Valle Sagrado com Machu Picchu, como fez a Camila. Acho que ela explica direitinho como fez lá no Viaggiando… 😉

  5. Carla, vou colar a resposta q deixei no Viaje na Viagem para o caso de alguém pesquisar aqui no futuro: “Carla, obrigada pela resposta. Olha, procurei no site da Enjoy Peru (http://www.enjoyperu.com/) e não encontrei venda de tickets de trem avulsos. Encontrei esse serviço no outro site que vc utilizou em sua viagem (http://www.go2peru.com/index.html). Lá existe a opção para reservar tickets de trem, mas, pelo que entendi, é preciso esperar uma resposta deles sobre a disponibilidade (a confirmação não é imediata). Não concluí­ a reserva para ver como funciona. – 18/01/2009 – 18:32″.

    Obrigada pela sua atenção! Com certeza ainda venho aqui tirar outras dúvidas antes de fechar essa viagem.

  6. Oi Carla,

    Por favor me fala uma coisa pra me ajudar cá na minha duvida.
    Eu vou pra cusco agora em setembro e tenho 9 noites por lá, pretendo fazer os passeios “comuns” da regiao e minha duvida é se a melhor coisa é reservar num único hotel todos esses dias ou não.

    Muito obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *