Uma semana na Serra Gaúcha III – Os Aparados da Serra

Uma região da Serra Gaúcha que eu ainda não visitei comme il faut é a região dos Parques Nacionais dos Aparados da Serra e da Serra Geral, na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Explico:  nas duas vezes em que fui até lá, fiz um bate-e-volta a partir de Gramado, o que é super hiper mega cansativo…

Igreja de Cambará do Sul

Igreja de Cambará do Sul

A pequena cidade de Cambará do Sul fica a cerca de 2 horas de carro de Gramado, e é a principal base para aqueles que querem se aventurar pelas trilhas dos parques. Em 2002, eu e a Cláudia fizemos uma verdadeira loucura – saímos de Gramado de manhã bem cedinho, chegamos a Cambará antes das 8 da manhã e fizemos visitas aos dois parques no mesmo dia…  De manhã, fomos ao Cânion da Fortaleza e fizemos a Trilha do Mirante e a Trilha da Pedra do Segredo, com direito a ver a linda cachoeira do Tigre Preto. Voltamos a Cambará, almoçamos um sanduíche rapidinho e partimos pro Aparados da Serra, onde fizemos as Trilhas do Cotovelo e do Vértice. Nem sei como chegamos  inteiras de volta a Gramado, mas me lembro bem que o nosso estado no fim do dia era absolutamente lamentável… 😳

Aparados da Serra

Aparados da Serra

Em 2005 fizemos também um bate-e-volta, mas visitando apenas o Cânion do Itaimbezinho e suas duas trilhas principais – a do Cotovelo e a do Vértice. São trilhas largas e planas, bastante fáceis, ideais para quem quer experimentar as belezas da região sem muito esforço.

Cânion do Itaimbezinho

Cânion do Itaimbezinho

Reparem só no rio que corre no fundo do cânion – é o Rio do Boi, e pode-se fazer uma trilha que acompanha o seu curso. Para as trilhas mais simples, como as duas que eu fiz, não é mais necessário o acompanhamento de um guia, já que são bem sinalizadas. Para as mais complexas, como as travessias dos cânions, é preciso contratar os serviços especializados. Na primeira vez, como ia fazer os dois parques no mesmo dia, contratei a Canyon Turismo, uma agência de Cambará – e recomendo muitíssimo. Vale a pena dar uma olhada nas descrições das trilhas no site deles… 😉

Cânion do Itaimbezinho

Cânion do Itaimbezinho

Cânion do Itaimbezinho

Cânion do Itaimbezinho

Mas, se eu fosse voltar hoje, não faria igual… Eu passaria ao menos uma noite – de preferência duas – hospedada em grande estilo no Parador Casa da Montanha, para visitar os parques com um pouco mais de calma, além de curtir o clima bucólico e a boa comida da região… 🙂

44 thoughts on “Uma semana na Serra Gaúcha III – Os Aparados da Serra

  1. Eita post gostoso de ler, Carlinha! E que fotos!!! Apesar de ter passeado muito pela Serra Gaucha quando fui – faz teeeeeempo 😆 – nunca fui a Aparados da Serra. Esse Brasil que me aguarde quando eu voltar :mrgreen: bjs!

  2. Saudades, Marizinha!!! 😉 Aproveite bastante a temporada estrangeira, porque o Brasilzão vai estar aqui à sua espera quando você chegar de volta…

  3. Carla, depois de uma semana muito corrida, voltei para ver o resto da sua viagem. Nunca estive em Aparados, mas tenho muita vontade de conhecer. Hoje, incluiria com certeza em uma visita ao RS.

  4. Parabéns pelo post, Carla.

    Este trecho da viagem é inviável para mim??

    Fiquei cuirioso pelo comentário do Arthur sobre a matéria da Zero Hora, pesquisei e encontrei, parabéns 😉

  5. Carla, nao consegui deixar recado em outro post!!!!

    Mais um blog de viagens que acho e vou favoritar no meu!!!

    Fiz o seu roteiro de 2000 do chile este ano, estou relatando agora cada parte. eu chamei a viagem de Chile: do deserto à Patagonia.

    Um abraço e parabens pelo blog!!! e parabens duplo pela citação no ZeroHora!

    Abraço!

  6. Murilo, não é inviável fazer um bate-e-volta, não. Mas acho que vocês não devem fazer esse passeio no dia anterior ou no dia seguinte ao passeio às vinícolas, senão vai ficar cansativo demais!

    Obrigada, FH! Vou lá dar uma espiada! 😉

  7. Carla, parabéns pela reportagem na Zero Hora!

    Cada vez mais pessoas vão poder contar com essa ótima fonte de informação que é o I&V e principalmente com a sua ajuda para viajar mais e melhor!

  8. Obrigada, Wanessa! É um super estímulo, eu fiquei bem feliz com a matéria – e fico fazendo mil planos para a fase I&V pós-doutorado, estou cheia de idéias… 😀

    Leonardo, as minhas fotos não fazem jus à beleza do lugar… Vale mesmo a pena conhecer! 😉

  9. Olá Carla, como vai?

    Me chamo Ícaro, faço parte da Propeg Comunicação, uma agência de publicidade baiana. Estamos realizando uma pesquisa que trata sobre destinos turísticos e estamos entrevistando alguns blogueiros que estejam dispostos a participar. Através do contato com Ricardo Freire chegamos a você, mas como não encontrei seu e-mail resolvi deixar um comentário por aqui.

    Se possível entre em contato conosco para que possamos conversar melhor.

    Abçs,

    Ícaro Magalhães

    Propeg Comunicação

    icaro.magalhaes@propeg.com.br

  10. Carla, outro passeio muito bacana na Serra

    é o Templo Budista de Três Coroas. O lugar é belíssimo. E fica super próximo de Gramado. Poucas pessoas vão até lá e não sabem o que estão perdendo. Ainda faço um post sobre isso…

    Vi que a Secretaria de Turismo entrou em contato com você e lembrei que certa vez pedi uma lista de hotéis e passeios em Gramado e eles foram super atenciosos e rápidos. Só que entrei em contato direto com prefeitura. Tratamento de primeira!

  11. Que lindo é o sul de Brasil. Esse cânion do Itaimbezinho é uma beleza. Eu no conosco o sul, seguro que merece mais de uma visita.

    Um saludo

  12. Oi, Arthur! 😉 Estou precisando mesmo voltar a freqüentar a web um pouco – fiquei meio alérgica ao computador, estou aproveitando a alforria pra ficar um pouco desconectada! 😀 Mas já voltei ao trabalho, então logo, logo, vou estar de novo na rotina normal…

    • A Cláudia está fazendo umas experiências aqui ainda… Eu gostei desse também – se estiver bom de navegar, acho que fica! 😉

  13. Carla,

    estou planejando uma viagem de Santiago a Puerto Montt de carro para Setembro e queria pegar algumas dicas: se é perigoso, se é fácil se perder, se depende do tempo que pegarei etc. Obrigado pela ajuda. Se puder escreva para marcelo.tau@globo.com.

  14. Parabens pela nova casa Carla, merecida.

    Va sim pra Cambara do Sul, eu passei 4 dias so la desta vez. Vale a pena.

    E nao deixe de experimentar o churrasco na vala no caminho em S.Francisco….

    Albert

  15. Olá,

    Visitando blogs para comparar comentários a respeito de Gramado e arredores, sou mesmo minoria: recomendo que o bate e volta seja feito em Gramado e não na região de Cambará do Sul, lugar lindíssimo e ainda com poucas intervenções negativas do turismo de massa…Mas, já há algumas interferências, vide a trilha do Vértice de Itaimbezinho, para avistar o canion…Que lástima! Vc quase não tem contato com a natureza em face do turismo altamente dirigido…e este é um tipo de passeio que faz parte de qualquer cartão de visita das várias agências em Gramado, por ex. No entanto, no Canion Fortaleza vc tem uma leque de possibilidades maiores para contemplar a natureza e saudar a vida…e, muito menos procurado ou vendido nas várias agências…

    Abraço viajante,

    Lu

    Rj

  16. Pois é, Lu, eu estou pensando seriamente em abolir qualquer tipo de bate-e-volta da minha programação na próxima vez em que for à Serra Gaúcha… Penso em dividir a minha estada entre Cambará, Gramado e o Vale dos Vinhedos, para curtir cada região com a calma que se deve… 😉

  17. Acabei de entrar no blog para fazer comentarios sobre minha viagem a Gramado e hoje no avião na volta vinha pensando neste roteiro que voce postou, a unica diferença é que pretendo fazer mais dois dias para dar uma volta em Porto Alegre , hoje antes de devolver o carro demos uma rodada por lá e na proxima vez quero conferir a cidade, acho que ela e injustamente relegada

  18. Verdade, Bernardette… Eu nunca consegui ir a Porto Alegre direito. Da última vez, há cerca de 2 anos, fui para um seminário da embaixada americana e fiquei 1 semana “internada” no Sheraton, mal consegui sair para um café com a Sylvia… Mas acho que pra conjugar POA com a serra a pessoa não pode estar no clima de cidade pequena e tranqüila, senão vai se decepcionar; se houver espaço pra uma dose de urbanidade nas férias, a coisa muda de figura! 😉

  19. Concordo com você, a pessoa tem de ir com esse espirito e entender que as cidades têm uma dinâmica própria, mas o que eu vi foi uma cidade com amplas avenidas e bem arborizada, alem do entorno do Guaíba ser muito bonito. Vou experimentar da próxima vez na ida ou na volta.

    Teremos o relato da viagem de navio, estou ansiosa pelas suas impressões.

  20. Vou começar a contar essa viagem em breve! Mas voltei com tanta informação que ainda nem sei por onde começar… 😉

  21. Final de semana passado além do Canyon Itaimbezinho, fomos eu e meu esposo conhecer também conhecer o Canyon Fortaleza (apesar de estar com um pouco de nuvens curtimos bastante!)

    Vale muito, muito apena conhecer!

    Ficamos 7 dias no Sul…e acho que quem vai com esse tempo disponível deve conhecer!

    Fiz um pacote para os dois canyons com a Apoema turismo. Eles fazem o tour em uma Land Rover o que facilita já que a estrada não é tão boa.

    Conhecer os dois em um só dia é um pouco cansativo, sim! Mas, caso vc esteja hospedado em Gramado vale a pena por que daí vc economiza tempo e dinheiro.

    Obrigada pelas dicas!

    Agora deixo a minha!

  22. Oi, Carla.

    Estive lá nos Canyons em julho do ano passado e me impressionei bastante. Na época, eu fiquei hospedado em Praia Grande-SC mas, se tivesse que voltar hoje, também ficaria em Cambará do Sul.

    Esse é inclusive o relato inaugural do meu blog eueminhamala.wordpress.com.

    Se tiver um tempinho, passa lá.

  23. Carla, muito obrigado por compartilhar. Pretendo visitar um dos canyons em Janeiro, com a família. Pergunto: qual seria o melhor programa, considerando que estaremos hospedados em Gramado, e que os pais são dispostos, mas as mocinhas (10 e 15 anos) nem tanto?

    Grato.

    • Em relação à distância, Antonio, não faz muita diferença, não. Mas, se as meninas não são muito dispostas, eu recomendo o Itaimbezinho, que tem trilhas mais fáceis… 😉

  24. OI Carla

    vou passar o carnaval no parque Serra Geral pousada Refugio Pedra Afiada,4 noites,vc conhece??Já anotei suas dicas em Aparados e Serra geral, te pergunto:

    dali vale a pena ir ao Vale dos vinhedos e a Gramado?mais alguma dica?

    malu

  25. Aparados da Serra é muito bom, já estive lá e curti bastante, agora lendo e vendo as fotos deu aquela vontade de voltar, quem sabe nas proximas férias. Parabéns pelo post.

  26. Acabo de voltar de Cambará do Sul – RS… fiquei no ‘Cambara Eco Hotel’… hotel novinho, café da manhã delicioso e cheio de mimos… bem localizado e com uma boa governança. Custo é ótimo e o benefício é para lá de bom ! ! !

    http://www.cambaraecohotel.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *