Ano passado eu comprovei na prática que Buenos Aires é uma ótima  cidade para se tomar café da manhã fora de casa – hospedando-se na Recoleta, então, basta botar o pé fora de casa e em cada esquina há um café simpático onde se pode desayunar a preços módicos. Dessa vez, não quis experimentar muito – eu queria levar o Jonas e os meus pais a alguns endereços já testados e aprovados, como o excelente Café del Pilar, na esquina da Ave. Gral Las Heras com a Junín, descoberta da Emília, de que já falei no post sobre o roteirinho de cafés da manhã. Fiz questão também de voltar, mais de uma vez, ao Café de La Rambla, a descoberta que fiz ao acaso ano passado – e que já se tornou o meu novo “queridinho” na cidade, por causa do chocolate quente tão maravilhoso que periga desbancar o chocolate espeso do Café Tortoni no primeiro lugar da minha lista dos top 5… ;-)

Meu novo clássico...

Meu novo clássico…

Além de lindo, uma delícia...

Além de lindo, uma delícia…

Chocolate top de linha...

Chocolate top de linha…

Joguinhos sempre à mão...

Joguinhos sempre à mão…

Tendo uma criança em casa dessa vez, resolvemos ter à mão sempre um iogurte, um queijinho, umas torradas, alguma coisa pra evitar que o Jonas saísse de casa sem comer… Mas chegou a ser engraçado, porque ele mesmo não sente fome na hora em que acorda e não se empolgava muito com a idéia de comer antes de sair – mal beliscava qualquer coisa e ia tomar café da manhã com a gente numa boa. Bom, várias vezes um joguinho ou umas canetas coloridas e papel nos salvaram das conseqüências de uma criança entediada em um restaurante. Na verdade, eu aprendi bem cedo, desde que comecei a trabalhar, dando aulas de inglês pra crianças, que é muito fácil lidar com uma criança interessada e estimulada – e que pode ser bem complicado quando elas estão entediadas… Haja criatividade – e uma bolsa grande pra carregar tanta coisa! :D

Seguindo esse esquema, não foi difícil encaixar um café da manhã no Tortoni um dia. Foi um sucesso com o Jonas, que se divertiu com as estátuas de Borges, Gardel e Alfonsina Storni – e ainda provou os churros (sem doce de leite, bem do agrado dele, que tem um paladar diferente do que se espera de uma criança, e não gosta muito de doces…)

O antigo clássico...

O antigo clássico…

... tem um novo fã!

… tem um novo fã!

"Pro dia nascer feliz"...

“Pro dia nascer feliz”…

Apesar dos repetecos, fizemos uma nova descoberta: o Café El Trebol, na esquina da Ave. Santa Fe com a Uriburu:

Café El Trebol

Café El Trebol

Café El Trebol

Café El Trebol

Começando bem o dia...

Começando bem o dia…

Esqueci de registrar nas fotos, mas lá comemos umas torradinhas de pão de nozes suuuuuuper gostosas… ;-)

Que delícia! ;-)

Que delícia! ;-)

Fomos lá no primeiro dia e o Jonas ficou curioso quando viu que as notas e moedas eram diferentes dos nossos. O garçom que nos atendeu, super atencioso, deu a ele de recuerdo uma moedinha de cada valor… ;-)

Recuerdos...

Recuerdos…