Uma visita à Catena Zapata

A pirâmide da Catena Zapata

No dia seguinte, tomamos um rumo diferente – seguimos para Luján de Cuyo, onde estão muitas das vinícolas de Mendoza. Tínhamos feito reserva para uma visita guiada na Catena Zapata.

Salão principal da vinícola

Eu não sou nenhuma especialista em vinhos, então me sinto bem à vontade para dizer que essas visitas a grandes vinícolas já não me encantam mais. Acho que aprendi o básico, e não tenho mais muita paciência para as visitas guiadas, que me parecem sempre muito semelhantes…

Mas é engraçado que esse cansaço, no meu caso, não se aplica às visitas a vinícolas menores, familiares, aquelas em que chegamos sem hora marcada e somos recebidos para um bate-papo informal muitas vezes pelos próprios donos… Nesses casos, cada visita é completamente diferente da outra, e as conversas são super interessantes e instrutivas!

Começando a transformar uvas em vinho…

Sala do tesouro

Acabei prestando mais atenção à própria arquitetura da vinícola. Imagino que a pirâmide da Catena Zapata acenda algumas paixões, que as pessoas amem ou detestem… Eu não amei nem detestei – achei a idéia engraçada, e um tanto quanto cafona, na verdade… 😉

Passagem “secreta” para o terraço

Mas o interior da pirâmide me ganhou, tenho que admitir. Achei o máximo essa luz natural banhando o salão principal, e a passagem para o terraço é simplesmente linda!!!

Não é lindo?!?

A vista lá do topo também é impressionante – vinhedos e mais vinhedos…

Vinhedos a perder de vista

O momento alto das visitas para mim hoje em dia é a degustação – já estou até imaginando os risinhos maldosos… :mrgreen: Mas é justamente nessa hora que boa parte das grandes vinícolas peca, oferecendo degustações “em massa”, que não acrescentam muita coisa ao visitante…

Fonte: http://ojantarestaservido.blogspot.com/2009/12/catena-zapata-fantastica-fabrica-de.html

Felizmente, esse não é o caso da Catena Zapata! Mas, como eu sou pouquíssimo versada no assunto, deixo aqui o caminho para uma leitura bem mais instrutiva… 😉

O Jantar está Servido, por Cláudia Holanda.

8 thoughts on “Uma visita à Catena Zapata

  1. Estou adorando estes Posts sobre Mendoza e suas vinícolas 🙂 eu concordo com você ao dizer que as vezes asvisitas as grandes viniculas muitas vezes acaba sendo algo muito massificado e perde seu encanto.. Mas ao mesmo tempo é interessante visitar aquela vinícola que produz aquele vinho que você tem o costume de comprar 🙂

  2. Bernardette, por incrível que pareça, eu não anotei os vinhos que provei – só me lembro claramente de um que tinha um rótulo vintage super lindo, comemorativo do aniversário da vinícola… 😳 E fiquei com pena de não ter provado o Angélica Zapata, aquele top top top…

    Assino embaixo, Oscar! Tem o seu encanto mesmo visitar a vinícola que produz aquele vinho que a gente conhece de longa data… E acontece o inverso também – às vezes a gente visita uma vinícola pequena, traz umas poucas garrafas de um vinho sensacional e depois nunca mais consegue encontrar pra comprar… 😥

  3. Oi Carla,

    Sempre estou de olho no seu blog e no VnV. Esta foto da Catena Zapata me lembrou uma vinícola super pequena e exclusiva no valle de colchagua (santiago), chamada Casa Lapostolle. Vc conhece? Lá também tem um teto de vidro e uma escada em espiral que segundo o guia foi inspirada na dança que o vinho faz na taça (inspirador, não? 🙂 Recomendo muito.

    Ainda bem que em 15 dias estarei na Catena para comparar in loco! 🙂

  4. Olá Carla

    Estou adorando tudo no seu site! Estou indo pra Mendoza e Santiago agora em março e vim correndo buscar umas dicas, hehe. Quanto você pago nessa visita? Inclui degustações? O que você recomenda de conhecer em Mendoza? Abraços e parabéns pelo site!

    • Raquel, eu fui conferir nas minhas anotações e não encontrei o valor da visita guiada – arrisco dizer que pode ter sido gratuita, mas acho que você deve ir conferir no site da própria vinícola, seguindo o link do corpo do texto. 😉

      Mendoza tem como principal atrativo turístico as visitas às vinícolas – o mais bacana, na minha opinião, é você escolher as que mais tem curiosidade de conhecer e visitar umas duas por dia. Dá uma olhadinha nos outros posts sobre a cidade aqui no blog pra se inspirar: http://www.idasevindas.com.br/category/argentina/mendoza/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *