Fim de tarde no La Rosa Náutica

Voltamos a Miraflores de táxi, com a intenção de visitar a filial do Museo Oro del Perú no Shopping Larcomar. Mas qual não foi a nossa surpresa ao descobrir que a tal filial, que era tão bem recomendada, não existia mais… 🙁

Como já era o final da tarde, achamos que não valia mais a pena seguir até a matriz do museu, e decidimos então dar uma volta pela orla marítima e chegar até o pier onde se situa o restaurante  La Rosa Náutica.

Vista do caminho até o Rosa Náutica

Depois do banquete no Café del Museo, o nosso objetivo não era o restaurante em si, mas apenas a sua localização super privilegiada nesse pier que adentra o Oceano Pacífico. Na verdade, já sabíamos que o restaurante tem fama de “pega-turista”, e que a comida em si deixa um pouco a desejar…

Chegando ao Rosa Náutica

Outro ângulo do restaurante

A nossa idéia era apenas tomar um bom pisco sour no bar do restaurante, para curtir com calma a arquitetura do lugar. O pisco foi merecido mesmo, porque fizemos uma boa caminhada para chegar até lá, com direito a uma escadinha muito da esquisita para descer a falésia… 😉

O bar do Rosa Náutica

Detalhe do bar

Mas ver Lima desse ângulo privilegiado realmente valeu o empenho… 😉

Fim de tarde em Miraflores visto do Rosa Náutica

Bem mais tarde, finalizamos o dia com um jantarzinho no Tanta de Miraflores, regado a um espumante local. (A gente curte experimentar os vinhos locais, mesmo quando o lugar não tem tradição.) Já estávamos a meio caminho de confirmar  que o toque do chef Gastón Acurio vem mesmo fazendo a diferença na gastronomia peruana… 😉

Tanta Miraflores

Os deliciosos raviolones do Tanta

Voltamos a pé para o hotel, confirmando o valor da nossa velha máxima de escolher hospedagem próximo ao lugar onde vamos sair à noite. Afinal, nada mais gostoso do que sair pra jantar perto “de casa” e não depender de transporte depois… 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *