Uma noite no Astrid y Gastón Lima

Iglesia de la Virgen Milagrosa – Miraflores

Era a nossa última noite em Lima, e tínhamos feito planos de conferir o ícone máximo da nova gastronomia peruana (e sul-americana, por extensão): o restaurante-símbolo do crescente império do chef Gastón Acurio, o Astrid y Gastón de Lima.

O restaurante está situado em Miraflores, na Calle Cantuarias, uma ruazinha calma que começa na Avenida Larco. Seguimos caminhando desde o hotel, observando o movimento noturno da avenida, parando aqui e ali para admirar a arquitetura de um edifício ou uma igreja, como essa da foto acima.

Miraflores à noite

Era a noite de uma segunda-feira, e a cidade estava movimentada como seria de se esperar, com as pessoas voltando para casa depois de um dia de trabalho. O restaurante, entretanto, estava bem tranqüilo – havia, além de nós dois, apenas mais alguns outros turistas no grande salão.

Astrid y Gastón – Lima

Astrid y Gastón – Lima

Tínhamos feito a nossa reserva para as 20:00h, o que foi um grande acerto. Logo ao receber o cardápio, nos decidimos pelo menu-degustação de cinco pratos, e nos preparamos para aproveitar uma deliciosa refeição com toda a calma do mundo, ao melhor estilo slow food… 😉

Pães e vinho, um ótimo começo

Escolhemos um vinho, e logo vieram grissinis e uma deliciosa seleção de pãezinhos. Desde já me desculpo por não ter detalhes dos pratos para oferecer – não anotei absolutamente nada… Por incrível que pareça, me lembro dos sabores, mas tenho apenas fotos de cada um dos pratos delicados e maravilhosos que saboreamos ao longo da noite… 😉

As boas-vindas, digo, entradas…

Primeiro prato: ceviches

Segundo prato: sabores do mar

Terceiro prato: ainda no peixe, agora mais regional e picante

Quarto prato: a vez da carne

Trio de sorbets

Finalmente, as sobremesas

Ao longo da noite, fui ficando cada vez mais intrigada com um detalhe: sempre que uma mesa pedia a conta, a dita cuja vinha acompanhada de uma caixinha colorida sensacional, cheia de gavetinhas. Mas da nossa mesa não dava pra ver o que havia dentro das tais gavetinhas, e eu não sabia se a caixinha era um pedido ou uma cortesia. Fiquei curiosíssima pra ver se viria uma caixinha pra nós também… Pois ganhamos a nossa, claro! E a caixinha vinha repleta de pequenos mimos, miniaturas de trufas, bombons, macarrons – tudo lindo, colorido e delicioso… 😉

A intrigante caixinha colorida

Carla e a caixinha…

Paulinho e os macarrons…

Essa foi a minha primeira visita a um Astrid y Gastón – de lá pra cá, já tive a oportunidade de visitar o de Santiago e o de Buenos Aires. Gostei muitíssimo dos dois, mas nenhum superou o encanto da matriz – a minha experiência em Lima foi imbatível… 🙂

Em tempo: o menu-degustação de 5 pratos (há outro maior) nos custou módicos 99 soles, o equivalente a US$ 33, por pessoa.

E assim coroamos o nosso feriadão em Lima. Na manhã seguinte tivemos tempo apenas de tomar o café da manhã, fechar a bagagem e seguir para o aeroporto – mas sem pensar em dizer adiós a Lima, e sim apenas hasta luego… 😉

6 thoughts on “Uma noite no Astrid y Gastón Lima

  1. Pingback: Um jantar no Astrid y Gastón Santiago « Idas e Vindas

  2. Pingback: Um jantar no Astrid y Gastón Bogotá | Idas e Vindas – Viagens e Aventuras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *