Um fim de semana em Santiago

Essa semana, almoçando com os amigos JB, Arthur, Carlinha Z e Meilin, eu comentei que, depois da VAM, nunca mais comprei uma passagem aérea, só viajei usando milhas… 😯 (Na mesma hora me desmenti, ao lembrar que passei um fim-de-semana em São Paulo ano passado com uma passagem super promocional da GOL – um caso isolado…) Mas a questão é que a Carlinha me perguntou: “Uau, a VAM rendeu tantas milhas assim?”

A resposta é sim – e não. :mrgreen: A nossa passagem foi de 34.000 milhas, e voamos pouco mais de 32.000. Não conseguimos computar todas as milhas na TAM, não teve jeito – a Asiana se recusou a creditar as milhas dos voos Hanoi / Seul / Tóquio, e ficamos a ver navios. Mas o fato é que não foram apenas as milhas voadas que se converteram agora em viagens – a própria compra da passagem no cartão de crédito e todos os gastos com hospedagem, alimentação e transporte (incluindo outros bilhetes aéreos) multiplicaram as milhas conquistadas. Além disso, demos muita sorte com as promoções de milhas reduzidas no ano de 2011, o que multiplicou o benefí­cio.

Uma dessas promoções nos levou a Santiago para um final de semana no início de junho, a 11.000 milhas TAM ida e volta. Voamos na 6a.f., passamos o sábado e o domingo passeando sem nenhuma obrigação turí­stica (como é bom voltar a uma cidade! 😉 ) e retornamos na 2a.f. logo de manhã cedo.

Consegui uma boa tarifa para o Hotel Crowne Plaza no Decolar (pouco mais de R$ 250 a diária do quarto duplo) e não pensamos duas vezes. O Crowne Plaza é um hotel já meio antigo, mas tem três qualidades que eu prezo muití­ssimo: é muito bem localizado (pertinho do Barrio Lastarria e da Bellavista), tem um serviço excelente e quartos enormes!

Fachada do Hotel Crowne Plaza

  

Tomei essas fotos da fachada “emprestadas” do Google Images… 😉

O quarto do Crowne Plaza

Outro ângulo do quarto

Para começar bem o fim de semana, fomos jantar em um dos restaurantes mais agradáveis de Santiago, o Como Agua para Chocolate. Fazia tempo que eu tinha vontade de conferir o restaurante (não tinha conseguido reserva quando passei por Santiago na volta do cruzeiro à Patagônia) e não me decepcionei… 😉

Como Agua para Chocolate

O restaurante está situado na Constitución 88, na Bellavista, a uns 10 minutos a pé do hotel. Chegamos sem reserva numa 6a.f. à noite, mas nem tivemos que esperar por uma mesa – acho que demos sorte mesmo…

Eu fiquei encantada logo de cara com a beleza da decoração e com a atmosfera super aconchegante – a vontade era fotografar o restaurante inteiro… 😉

Como Agua para Chocolate

Como Agua para Chocolate

Como Agua para Chocolate

Como Agua para Chocolate

Como Agua para Chocolate

Pedimos pisco sours para começar…

Pisco sours

Chegaram também os cardápios – e a difí­cil tarefa de eleger um entre tantos pratos apetitosos… 😉

Como Agua para Chocolate

Mil delícias

Acabamos escolhendo o mesmo prato (novidade… 😉 ) – o filete de vigor y pasión, que estava uma delí­cia!

Filete de vigor y pasión

Não anotei o valor total da conta, mas, apenas para fazer uma comparação com os preços altí­ssimos que temos encarado aqui no Brasil, converti agora o custo do prato principal. Os CLP 8900 do nosso filé tão saboroso equivalem a pouco menos de R$ 34,00. Qualquer frequentador de bons restaurantes no eixo Rio-São Paulo sabe que é humanamente impossí­vel encontrar um prato assim por aqui a um custo semelhante… 😳

Depois do jantar voltamos direto para o hotel para dormir uma boa noite de sono e encarar a cidade na manhã seguinte.

16 thoughts on “Um fim de semana em Santiago

  1. Oi Carla, muito bom ler este Post aqui em Paris! Fiquei morrendo de saudades de Santiago. Temos que sentar para contarmos o resto dessa aventura!

  2. Saudades de Santiago e não faz nem 1 ano que fui..
    Fomos ao Giratório e não conseguimos reservas no Como Agua para Chocolate, uma pena!

  3. Carla, adorei suas dicas. Eu e meu marido estamos indo a Mendonza e Santiago. Chegamos em Santiago dia 12/5 e vamos logo para Mendoza. A volta sera dia 19/5. Dormimos em mendoza no sábado 12. Adoramos vinhos e gastronomia. Queremos visitar as vinicolas mais interessantes, almoçar e jantar em locais bem legais, contemplar o lugar e descansar, tanto em Mendoza quanto em Santiago.
    A pergunta é: o que você nos recomenda? Já vi que teremos que fazer as reservas nas vinicolas, já foi uma boa dica.
    Aguardo seu contato. Obrigada.

  4. Carla, que saudade de Santiago! Eu também adorei o Como Agua para Chocolate. Éramos 5 e todos ficamos satisfeitos com os pratos que pedimos. E esse pisco sours é ótimo mas “sobe” rapidinho…rs!

  5. Quando crescer quero ser igual a você ahahaha!!!! Estive há um mês em Santiago, e conheci o como agua para chocolate e o aqui está coco… dá agua na boca só de lembrar!!!

    Como diz um amigo: “O homem que não viaja, não sai da primeira página” rs

    • Adorei a frase do seu amigo! 😉

      Eu fui ao Aqui Está Coco em 2006, antes do incêndio. Queria ter voltado dessa vez, mas infelizmente não deu tempo… 🙁 O que você achou?

      • Achei demais, ficamos numa mesa perto do bar, onde tem uma baleia enorme pendurada, rs… o atendimento foi impecável, a comida e o vinho de comer chorando… e o melhor de tudo mtoooo mais barato do que gastarí­amos para ir a um bom restaurante em SP por exemplo né?? Muita vontade de voltar já!!! E vc ficou com mais um pretexto para voltar eheheheh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *