Puerto Madero e um almoço fora dos planos…

Passamos mais uma manhã sem qualquer programação turística, curtindo o gostinho de ficar em casa, e também atentos ao relógio… Nesse dia meus pais chegariam do Brasil e nós tínhamos combinado encontrá-los no apartamento que eles iam alugar para dar uma ajuda no processo de assinar o contrato e outras burocracias mais… Tudo se resolveu muito rápido e nós partimos para o Puerto Madero, como meu pai sempre gosta de fazer quando chega a Buenos Aires… 😉

Puerto Madero

O destino costumava ser sempre o mesmo: o restaurante El Potrillo, o antigo La Caballeriza do Puerto Madero. Mas, dessa vez, (que decepção!!!) demos com a cara na porta… O restaurante fechou, e vai nos deixar muitas saudades. 🙁

Tivemos então que improvisar um novo point para o nosso almoço. Acabamos resolvendo dar uma chance ao menu executivo do La Parolaccia Casa Tua: entrada, prato principal e sobremesa a 58 pesos por pessoa.

La Parolaccia Casa Tua

O interior do La Parolaccia

Nosso grupo não foi unânime em nenhum dos pedidos… Para a entrada, nos dividimos entre a salada Caesar e a beringela à parmegiana – e as duas estavam muito gostosas.

Salada Caesar

Beringela à parmegiana

Todos nós escolhemos massas como prato principal – e acabamos provando de tudo um pouco… 😉 As escolhas foram o fettucine ao molho Alfredo, a clássica lasanha à bolonhesa e o delicioso ravioli de abóbora com gorgonzola.

Fettucine ao molho Alfredo

Lasanha à bolonhesa

Ravioli de abóbora com gorgonzola

Para a sobremesa, uns escolheram o tiramisu, enquanto outros ficaram apenas no café. Na verdade, o tiramisu estava gostoso, mas não espetacular…

Tiramisu

Algo que notamos ao longo dos dias que passamos em Buenos Aires desta vez foi que o valor da comida nos restaurantes continua muito atraente para os brasileiros – por outro lado, o valor de pequenos detalhes como o cubierto, os refrigerantes, a água mineral e o café estão bem altos.

No La Parolaccia, por exemplo, o valor do cubierto era de 16 pesos por pessoa, e cada refrigerante custava 9 ou 10 pesos, não me recordo com precisão. Em nenhum lugar tomamos um simples café por menos de 10 pesos. Considerando que o câmbio do real estava, no Banco Nación, a 2,20 pesos, é fácil ver que os pequenos gastos podem, sim, encarecer um bocado a viagem.

Por outro lado, na hora de pagar a conta, ganhamos uma taça de espumante de cortesia, o que é sempre um gesto muito simpático… 😉 No geral, consideramos que o custo x benefício foi muito bom, em comparação com o que gastaríamos em uma refeição equivalente no Brasil.

Ou seja, Buenos Aires está mais cara do que já esteve, e talvez agora demande um planejamento de gastos mais cuidadoso – mas continua valendo  muito a pena! 😀

2 thoughts on “Puerto Madero e um almoço fora dos planos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *