Manhã em San Telmo, tarde na Recoleta

San Telmo foi um dos pontos que deixamos de fora ao longo do dia em que passeamos no Bus Turístico. A minha intenção era ir encontrar o pessoal das Vibaníadas 2012 no domingo pela manhã na Feria de San Telmo, mas a tal virose  modificou todos os nossos planos. No domingo, acabamos ficando ali pela Recoleta mesmo, perto de casa, e a ida a San Telmo só foi possível na manhã de 2a.f…

República de San Telmo

Pegamos um táxi na porta de casa e fomos direto até a Avenida Chile, fazer uma visitinha à minha querida Mafalda… 😉

Residência da Mafalda

Mafalda em San Telmo

Dali seguimos ziguezagueando, sem pressa, pelas ruelas antigas do bairro. Na Calle Balcarce, parei para fazer uma foto do El Viejo Almacén, onde vi um show de tango lindíssimo, em 2004 – e que, infelizmente, já foi muito descaracterizado desde então, e perdeu muito do seu encanto… 🙁

El Viejo Almacén

Logo chegamos à Plaza Dorrego, onde acontece a Feria de San Telmo aos domingos. Fiquei surpresa ao constatar que existe alguma movimentação de comércio ali, mesmo em plena 2a.f.!

Plaza Dorrego

Plaza Dorrego

Plaza Dorrego

Plaza Dorrego

Plaza Dorrego

Café Dorrego

Café Dorrego

Detalhe

Já pensando em tomar o rumo de volta à Recoleta, seguimos pela Calle Defensa e entramos no Mercado de San Telmo.

Mercado de San Telmo

Mercado de San Telmo

Eu não sou das maiores entusiastas de San Telmo – normalmente, vou de olho no almoço na Brasserie Petanque, e não na feira de antiguidades ou no bairro em si… Mas o maridão me superou – disse que foi “o lugar mais feio de Buenos Aires” onde eu o levei! 😯 Como já tínhamos feito planos de voltar à Recoleta para almoçar perto de casa, essa foi a deixa para pegar o táxi de volta! 😀

Rodi-Bar

O restaurante eleito para o almoço deste dia era o Rodi, na Vicente López esquina com Ayacucho, um restaurante bem tradicional da cidade, famoso pelos pratos generosos da cozinha típica portenha.

Rodi

Os “platos combinados” do Rodi

O menu do almoço fica disponível na janela, e pode ser consultado da rua mesmo. Os preços para o almoço são muito atraentes, principalmente quando consideramos que os pratos combinados são super bem servidos e, dependendo da escolha e do tamanho da fome, podem ser facilmente divididos.

Rodi

Rodi

A decoração do local é simples e tradicional, e o serviço é competente e atencioso. Fomos super bem tratados, e ficamos com pena de não ter tido a oportunidade de voltar um outro dia…

Milanesa ternera

Como eu dizia, os pratos são tão bem servidos que podem até ser divididos – e foi exatamente o que fizemos. Dividimos essa bela “milanesa de ternera” que nos deixou bem satisfeitos! Depois caminhamos até o Freddo em frente ao cemitério para a sobremesa…

El Ateneo Grand Splendid

Para fechar o dia de passeio, tomamos um táxi até a Ateneo Grand Splendid, que eu estava ansiosa por rever e apresentar ao marido… Ocorreu então um fato engraçado: percebemos que o motorista do táxi falava um ótimo português, e ele contou que tinha aprendido com a sua avó brasileira, e que passava todas as férias no Rio de Janeiro quando era criança! 😉

El Ateneo Grand Splendid

Café no palco

Já era o fim da tarde e voltamos então caminhando para casa. À noite pedimos uma pizza no apartamento dos meus pais, e curtimos mais um pouco da sensação de brincar de morar em outra cidade…

One thought on “Manhã em San Telmo, tarde na Recoleta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *