Fundo do baú: Niagara

Prosseguindo a série “Fundo do Baú”…

Niagara-on-the-lake / Niagara Falls (fotos: outubro 1997; texto: setembro/outubro 2004)

01. Estátua

A pouco mais de 100 km de Toronto ficam as Cataratas do Niagara, um dos marcos de fronteira entre o Canadá e os EUA. Quase chegando, fizemos uma parada em Niagara-on-the-lake. A cidadezinha é uma graça, e tenho excelentes lembranças dos cookies de aveia e chocolate que comemos por lá… Aqui estou em frente a uma estátua de George Bernard Shaw, dramaturgo inglês do início do século XX, autor de Pygmalion, a peça que deu origem ao filme My Fair Lady.

02. Relógio

Esse relógio de flores é uma das atrações de outra cidade, agora já bem na fronteira Canadá-Estados Unidos: a própria Niagara Falls. A Niagara Falls canadense tem uma irmã gêmea, a Niagara Falls americana, do outro lado das cataratas.

Esse foi o meu primeiro contato visual com as Cataratas do Niagara. Achei lindas, impressionantes, fantásticas! Me lembro que um monte de brasileiros ficou fazendo pouco, dizendo que Iguaçu é muito maior, muito mais isso, muito mais aquilo… Na época eu não conhecia Iguaçu, mas continuo pensando igual. Que bobagem ficar comparando!!! São dois lugares diferentes, cada um com a sua beleza própria… Fiz essa foto no caminho para um passeio maneiríssimo, no barco “Maid of the Mist”, esse ancorado na margem.

Fiz essa foto de dentro do barco, já bem perto das cataratas, mas ainda longe o suficiente pra não deixar a minha câmera no mesmo estado em que eu fiquei…:-) A Rainbow Bridge é um dos marcos de fronteira Canadá-EUA e ganhou esse nome – Ponte do Arco-Íris – por conta desse arco-íris eterno que eu quase não consegui pegar na foto…

Todos os passageiros do “Maid of the Mist” ganham essa capinha azul (ridícula…) para tentar se proteger da água ao pé das cataratas. Quando o barco chega bem perto e todos colocam o capuz, então, parece que o barco está cheio de ETs azuis, um horror… 🙂 Mas vale a diversão – a sensação de estar praticamente dentro das cataratas e o barulho ensurdecedor são impressionantes!

Outra foto que parece postal… Essa eu fiz do alto da Skylon Tower, um restaurante giratório com essa vista magnífica, que servia um salmão não tão magnífico… Uma armadilha turística em termos de restaurante, até porque o Canadá é um grande produtor de salmão, mas perdoável pela vista. A cidade do outro lado das Cataratas é a Niagara Falls americana, um dos destinos mais procurados para lua-de-mel nos Estados Unidos, inclusive no inverno, com as cataratas congeladas!

Era desse ponto das Cataratas – a Table Rock – que alguns loucos aventureiros partiam para a empreitada de descer as cataratas num barril. A-há, aposto que todo mundo pensou no Pica-pau… 🙂 Hoje em dia a área é cercada e super fiscalizada, mas é real que várias pessoas fizeram a loucura de botar o barril na água e ver no que dava… Como era de se esperar, alguns não voltaram para contar a história, mas outros deixaram as façanhas documentadas. Na Niagara Falls americana há um museu com a história dessas aventuras – o Daredevils Museum – que eu não tive tempo de visitar por conta da tal excursão… Mas encontrei um site bem interessante sobre o assunto, inclusive com diversas fotos. Divirtam-se!!!

Fui falar no Pica-pau e não resisti a colocar esse desenho dele descendo as Cataratas no barril. Pena que não é o original, mas espero que vocês se divirtam mesmo assim!

Atualização: E aqui vai o link para o desenho do Picapau no YouTube – dublado em português, para ter gosto de infância! 😉

2 thoughts on “Fundo do baú: Niagara

  1. Carla, muito legal esse fundo do baú!

    Estive no Canadá um pouco antes que você, em setembro de 1996, e fiz uma viagem muito parecida com a sua!

    Interessante o climão de túnel do tempo ao olhar as roupas! Neste post, na foto na table rock, se não me engano você está com uma calça “clochard”! Minha mulher também estava com uma durante a viagem…

    • É o blog transformado em velho álbum de fotografias, né, Marcelo? 😉 Eu gostei da experiência – acho que vou dar continuidade, com fotos antigas de outras viagens…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *