Fundo do baú: Washington, DC

Continuando a série “Fundo do Baú”, aqui vão algumas fotos e histórias da primeira vez em que fui aos Estados Unidos… 😉

Washington, DC (fotos: janeiro 1997; texto: junho / julho 2004)

02. Carla - White House

Depois de meses e meses de trabalho duro, fui passar 1 mês nos EUA com a Cláudia, em jan./fev. de 1997. Fizemos um giro daqueles!!! Começamos por Washington, onde ficamos 2 ou 3 dias. Fosse hoje em dia, acho difícil que eu conseguisse tirar essa foto na frente da Casa Branca – mesmo distante assim – com esse “disfarce de terrorista”… 🙂

01. Carla - Constitution Avenue

Mais uma em Washington, na Constitution Avenue, perto do Museu de História Natural. Ficamos lá apenas 2 dias, bastante intensos, porque a cidade tem muito a oferecer. Os museus são muitos e excelentes – e o melhor de tudo, de graça!!!

03. Carla - Riggs Bank

Mr. Bush ainda não brincava de presidente na época, mas chegamos lá exatamente na semana da segunda posse do Clinton, e a cidade estava toda enfeitada assim…

04. Carla - Old Post Office

Um pouco mais da cidade enfeitada – me agrada esse uso decorativo das bandeiras… Esse era o antigo prédio dos Correios, que foi transformado em um… shopping center!!!

05. The Bells

Esses sinos ficam na torre do antigo prédio dos Correios. No botão está escrito: “Aperte para ouvir os sinos” – e a Cláudia imediatamente enfiou o dedo no botão… Resultado: um barulhão ensurdecedor e a pagação de mico do século!!!

06. Esquilo

Não resisti a essa gracinha… Um típico habitante das ruas de Washington…

07. Carla - Jefferson Memorial

Eu adoro o conjunto arquitetônico de Washington – o Jefferson Memorial é só um exemplo… Ah, e reparem no detalhe do lago meio congelado – dá pra imaginar o frio?

08. Carla - The Capitol

Mais arquitetura bonita – a Suprema Corte e o Capitólio – e imponente! Olha só a altura dessa escadaria!!!

10. ID Card

A visita ao Museu do Holocausto foi o ponto mais chocante dessa passagem por Washington – na acepção literal da palavra. A gente recebe essa identidade de uma pessoa que realmente viveu aquilo tudo e segue pelos 4 andares do museu entrando fundo na história do holocausto, vendo objetos e filmes, enquanto acompanha a trajetória do personagem na identidade. O museu é fruto de um trabalho impressionante – o vagão do trem que transportava os prisioneiros para os campos de concentração e o corredor dos sapatos dos mortos na câmara de gás são visões pra não esquecer nunca mais.

2 thoughts on “Fundo do baú: Washington, DC

Deixe uma resposta para Cláudia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *