Fundo do baú: San Francisco

San Francisco (fotos: fevereiro 1997; texto: julho 2004)

01. Jefferson Street

Próxima parada, após um longo vôo até a outra costa e 3 horas a menos no fuso-horário – San Francisco. Logo no primeiro dia, fazendo um reconhecimento de território, demos de cara com várias mensagens como essa: “Os professores abrem a porta, mas cabe a você entrar”. A professora aqui amou, claro…

02. Fisherman's Wharf

Pequeno momento “Onde está Wally?” em pleno Fisherman`s Wharf…

03. Pier

O Pier 41 é o local de embarque para a Ilha de Alcatraz. Ao fundo, essas manchinhas marrons na água são os leões-marinhos – que fazem uma barulheira…

04. Alcatraz

A Ilha de Alcatraz hoje tem status de Parque Nacional. A prisão foi preservada e aberta à visitação turística – aliás, é uma visita super interessante! Cada pessoa recebe um walkman na entrada com explicações e histórias do lugar, na língua que escolher – bom, o português não está disponível…

06. Chinatown

Esse portal marca a entrada da Chinatown de San Francisco, um mundo completamente à parte… Todos os dias a gente pegava um ônibus que atravessava o bairro, e por isso era utilizado pela população local – eu e a Cláudia ficávamos completamente perdidas ouvindo todo mundo se comunicar em chinês… Claro que o ônibus foi rapidamente apelidado “O Expresso do Oriente”!!!

06. Fort Mason

De Washington a San Francisco, ficamos o tempo todo hospedadas em albergues, como esse aqui, o Fort Mason Youth Hostel, vinculado à International Hostelling. Os albergues americanos são imensos, normalmente super bem localizados e dão hospedagem simples, em quartos coletivos, a preços imbatíveis – as diárias variam de 10 a 20 e poucos dólares. Mas o melhor de tudo é a chance de viver momentos impossíveis em hotéis tradicionais. Aqui, por exemplo, a gente tinha uma cozinha comunitária com vista para a Golden Gate Bridge, equipada com uma super jukebox – à noite sempre havia gente de um monte de lugares diferentes por lá, preparando um jantar ou um lanche. Os papos rolavam soltos, às vezes de forma meio surreal, como quando conversamos em inglês por uns 10 minutos com umas meninas antes de descobrir que elas eram de… São Paulo!!!

07. Palace of Fine Arts

O Palácio de Belas Artes foi uma das nossas primeiras paradas no dia em que fizemos o “49-mile Scenic Drive” – uma dica quente em San Francisco. É uma rota que se faz de carro, de forma independente, e leva, como diz o nome, aos pontos turísticos da cidade. Dá pra fazer o passeio direto, em cerca de 3 horas – mas não é uma boa idéia… O melhor é ir parando nos pontos interessantes, sentindo as diferenças entre um bairro e outro, curtindo os pontos mais bonitos, ao longo de um dia inteiro. A gente alugou um carro, saiu de manhã e só voltou de noite – passamos o dia decifrando o mapa da rota e seguindo as placas da rua!

08. Point Lobos

Várias vezes já me perguntaram se a gente tinha ido à praia ou mesmo molhado o pé no Pacífico. E eu sempre respondi: “Gente, era inverno! E o inverno lá é frio mesmo – não é como aqui no Rio, não…” Em San Francisco, em particular, mesmo que não faça aquele frio danado da Costa Leste, sopra um vento gelado inacreditável! E isso sempre me lembra o que disse um escritor (tenho a impressão que foi o Hemingway, mas não tenho certeza): “O maior frio que eu já passei na vida foi durante um verão em San Francisco…”

Atualização (maio 2013): O autor da frase não foi o Hemingway, e sim o Mark Twain! 😉

2 thoughts on “Fundo do baú: San Francisco

  1. Carla, boa tarde!

    Adoro seu site, e sou visitante assídua… rsrs

    Estou precisando muito de sua ajuda com relação a viagem que pretendo fazer com meu noivo, mas estou meio perdida.

    Passaremos entre 14 e 15 dias de agosto no Chile, e gostaríamos de conhecer todo o país (exceto o Atacama).

    Começando por Santiago e com essa quantidade de dias, quantos devo passar em cada local?

    Temos foco no frio, então acredito que temos que “descer” que pelo país a partir de Santiago.

    Poderia me ajudar?

    Um beijo,

    Lud

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *