Dias 33 a 36, 27 a 30/01 – Mai Khao, Phuket

Quase todo turista que se decide a conhecer as praias da Tailândia passa por um enorme dilema: com um litoral tão extenso e recortado, quais praias privilegiar? As perguntas se sucedem… Escolho o Mar de Andaman ou o Golfo da Tailândia? Me hospedo em Krabi, Phuket ou ignoro as duas e sigo logo para Phi Phi?

Li e ouvi muitas recomendações para não escolher Phuket, por causa da urbanização desenfreada, do turismo desordenado, enfim, da degradação geral. Chegamos a pensar em escolher Krabi, ou em passar apenas uma noite em Phuket, e tomar logo o rumo de Phi Phi. Mas, nesse emaranhado de possibilidades, eu tinha apenas uma certeza: havia um cartão postal, Ko Tapu, na Baí­a de Phang Nga, que eu queria ver de perto. E, para esse passeio, Phuket oferecia mais facilidades de acesso. De todo modo, as ressalvas quanto a Phuket estavam normalmente vinculadas a região de Patong, e um acaso nos levou a outros caminhos… 😉

Phuket

Phuket – clique no mapa para vê-lo em tamanho maior

Bem na época em que estávamos fazendo as reservas de hotel na Tailândia, Paulinho recebeu uma promoção do cartão de crédito, oferecendo descontos em hospedagem na rede Marriott. Começamos a pesquisar os destinos tailandeses que ainda nos faltavam: Phuket, Phi Phi, Samui e a segunda estada em Bangkok. No fim das contas, a promoção nem era tão boa assim, mas durante as pesquisas descobrimos um novo hotel da rede, o Renaissance Phuket Resort & Spa, que tinha sido inaugurado há pouquíssimo tempo, e ainda estaria em regime de soft opening durante a nossa estada. Na verdade, nós estaríamos lá ao longo dos últimos 4 dias do soft opening… Na prática, isso significava que a tarifa disponí­vel para as nossas datas era US$ 140, mas subiria para cerca de US$ 400 logo depois da nossa partida.

Agora, enquanto eu escrevo sobre isso, me parece quase impossí­vel que eu tenha chegado a titubear… Uma tarifa de US$ 140 por esse hotel é um presente daqueles de mãe!!! Mas, de todo modo, isso significava estar 40% acima do orçamento da VAM previsto para hospedagem, que era de US$ 100 a diária. Além disso, logo descobrimos que o hotel ficava bem ao norte da ilha, na Praia de Mai Khao, depois do aeroporto, ou seja, na direção contrária de Patong. Disparei um email pro Riq Freire, que me respondeu textualmente: “Eu iria! É uma boa aposta! Beijos! Inveja!” Opa, se eu deixei o Riq com inveja a oportunidade deve ser daquelas que não se pode deixar escapar! 😉

Chegamos no início da tarde, e tiramos o resto do dia para descansar e aproveitar o hotel – nada muito diferente do que farí­amos ao longo dos outros dias da nossa estada…

Entrada do Renaissance Phuket Resort & Spa

Entrada do Renaissance Phuket Resort & Spa

Assim que nos instalamos – a área do hotel é tão extensa que há carrinhos de golfe para levar os hóspedes recém-chegados e sua bagagem aos quartos! – fomos conferir a praia, linda e semi-deserta, de águas transparentes e nada geladas…

Mai Khao Beach

Mai Khao Beach

DSC04795                       DSC04837

Fizemos um pit stop no The Sandbox, um bar / restaurante pé-na-areia onde tomamos um drinque no fim da tarde (e onde almoçamos mais de uma vez nos outros dias…)

Bar / restaurante

The Sandbox (no andar de baixo) / Takieng (no andar de cima)

Welcome drink

Coquetéis coloridos para celebrar a nossa chegada…

De cara nos apaixonamos pela lindí­ssima piscina de borda infinita com vista para o mar – nenhuma conseguiu vencê-la no item “melhor piscina” do ranking da VAM! 😉

A melhor piscina de toda a VAM!

A melhor piscina de toda a VAM!

Na noite da nossa chegada, resolvemos experimentar o Takieng, o restaurante tí­pico tailandês do hotel – e achamos a comida bastante saborosa…

Restaurante

Takieng Thai Cuisine

Primeiro jantar

Nosso primeiro jantar em Phuket

Jantar

Nosso jantar – aprovadí­ssimo!

Ao longo dos dias que passamos em Mai Khao, a nossa rotina se resumiu ao dolce far niente… Nossas únicas ocupações foram escolher entre a praia e a piscina, fazer o passeio de barco para a Baí­a de Phang Nga (que virá em um post exclusivo!) e explorar os arredores…

Praia ou piscina?

Ô vidinha mais ou menos… 😉

Normalmente começávamos o dia com uma caminhada pela praia…

Mai Khao Beach

Mai Khao Beach

VAM - Mai Khao - 28/01/2011

VAM – Mai Khao – 28/01/2011

Logo depois í­amos para a piscina…

Piscina

Piscina

Ou então para uma das espreguiçadeiras com vista para o mar…

Espreguiçadeiras

Espreguiçadeiras

O almoço era por ali mesmo – uma salada básica no Sandbox e talvez uma cervejinha na beira da piscina…

DSC04860                       DSC04839

O pôr-do-sol à beira da piscina era simplesmente inacreditável – e muito fotogênico…

Pôr do sol na piscina

Pôr do sol na piscina

Nessa fase da viagem já estávamos começando a sentir falta da comida de casa… E foi com grande surpresa que começamos a matar essas saudades justamente com o welcome ice cream do hotel, uma alternativa divertida aos welcome drinks tradicionais. Tomei um sorvete de banana no Doppio Coffee House que me fez pensar nos doces de banana que a minha avó fazia! É incrí­vel como se descobre tanta semelhança no que a princí­pio nos parece ser tão diferente… 😉

Doppio Coffee House, bem na entrada do Renaissance Phuket Resort & Spa

Doppio Coffee House, bem na entrada do Renaissance Phuket Resort & Spa

Uma caracterí­stica super simpática do hotel, na minha opinião, foi a oferta de bicicletas, logo na entrada, para uso livre dos hóspedes. Que delí­cia pegar uma bicicleta de tarde, pedalar pelas estradinhas de Mai Khao, passar em frente aos outros resorts e chegar até Turtle Village, o simpático e único shoppingzinho da região…

Bicicletas

As bicicletas do Renaissance

Turtle Village

Turtle Village

Essa foi a minha Phuket… Alguns dias depois, quando voltamos de Phi Phi, nos hospedamos por uma única noite em Patong, antes de seguir viagem para Samui. Ali eu pude compreender a veemência de quem recomenda que não se fique em Phuket e se privilegie Krabi ou alguma outra ilha. Mas eu, tendo conhecido Mai Khao e aproveitado essa atmosfera gostosa de uma Phuket calma, aconchegante e charmosa, não poderia nunca “desrecomendar” a ilha… A minha Phuket valeu muití­ssimo a pena!!! 😀

13 thoughts on “Dias 33 a 36, 27 a 30/01 – Mai Khao, Phuket

  1. Nossa, Carla! Quase 3 anos, é isso mesmo? Parece que esses dias você estava anunciando a VAM! Só mesmo os blogs para nos permitirem prolongar essas viagens. O problema é a saudade que bate enquanto postamos… 😉

    • Eu mesma fico impressionada quando percebo o quanto o tempo voou!!! Lá se vão quase 3 anos desde a VAM – e eu ainda tenho tanto a postar… 😉

      Mas, mesmo enquanto lamento não ter tido mais tempo para me dedicar ao blog, selecionar as fotos e criar os textos, também acho sensacional poder voltar a todas essas experiências e saborear tudo de novo… Não deixa de ser um privilégio!

    • Lu, eu estou com mais dois posts engatilhados aqui sobre a Tailândia – e quem disse que encontro um tempinho, nesse final de semestre cheio de atividades, pra terminar de escrever? 😉

      Esse hotel foi mesmo sensacional – um dos melhores de toda a VAM, sem dúvida!

  2. Olá Carla. Cheguei no seu blog hoje e não consegui parar de ler. Compartilho da mesma paixão por viajar. Parabéns pelo trabalho. : )

  3. Pingback: Dia 35, 29/01 – Parque Nacional Ao Phang Nga | Idas e Vindas – Viagens e Aventuras

  4. Pingback: Renaissance Phuket Resort & Spa – Mai Khao, Phuket | Idas e Vindas – Viagens e Aventuras

  5. Pingback: The Beach Resort, Koh Phi Phi | Idas e Vindas – Viagens e Aventuras

  6. Pingback: Dia 38, 01/02 (tarde) – Patong Beach, Phuket | Idas e Vindas – Viagens e Aventuras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *