Dia 41, 04/02 – Koh Pha Ngan

Um passeio bem comum dentre os turistas hospedados em Koh Samui é passar um dia na ilha vizinha, Koh Pha Ngan. A ilha é famosa por abrigar a Full Moon Party, uma festa que acontece (como diz o nome…) na época da lua cheia, todos os meses, e atrai muitos estrangeiros. As duas ilhas ficam bem próximas, como mostra o mapa:

Fonte: http://www.tropicaleasy.com/

Fonte: www.tropicaleasy.com

Contratamos o passeio na véspera, com transporte do nosso hotel até o pier. Pois bem, nesse dia o Trio Elétrico se transformou em uma versão contemporânea dos Três Patetas… Entramos no carro para ir até o pier e descemos dele praticamente um minuto depois – não sei por que cargas d’água não nos demos conta que o pier ficava bem ao lado do nosso hotel, em uma caminhada que não teria nos tomado mais do que 5 minutos!

Pier - Big Buddha Beach

Pier – Big Buddha Beach

Algumas boas risadas depois, tomamos a lancha para iniciar o passeio. Não demos muita sorte com o tempo, que ficou bastante encoberto durante uma parte do dia…

A caminho de Koh Pha Ngan

A caminho de Koh Pha Ngan

Nosso primeiro ponto de visita foi o Templo Chinês – construído no alto de uma colina, com uma vista privilegiada, o templo rendeu lindas fotos.

Templo Chinês

Templo Chinês

Templo Chinês

Templo Chinês

IMG_9283   IMG_9286

Detalhes das paredes

Detalhes das paredes

Templo Chinês

Templo Chinês

IMG_9284  IMG_9287  IMG_9296

Interior do templo

Interior do templo

Jardim do templo

Jardim do templo

Detalhe na entrada do templo

Detalhe na entrada do templo

A segunda parada do dia foi em uma colônia de pescadores, onde pudemos observar o trabalho de secagem das lulas.

Colônia de pescadores

Colônia de pescadores

Secagem de lulas

Secagem de lulas

Barcos pesqueiros

Barcos pesqueiros

IMG_9311   IMG_9310

Chegamos então à primeira praia do dia, Koh Mah. (Não tenho absolutamente nada contra o turismo instrutivo, mas, se estou em uma ilha, quero ir à praia, e não aprender a secar lulas…) Paulinho e JB finalmente puderam ir mergulhar, enquanto eu preferi esquadrinhar a praia em busca de ângulos fotogênicos e depois relaxar tomando um solzinho…

Praia

Praia Koh Mah

Praia

Praia Koh Mah

Praia

Praia Koh Mah

O nosso passeio incluí­a o almoço, em um restaurante de Koh Mah, que não fez feio – comemos arroz, salada e frutos do mar, tudo super gostoso! (E sem fotos, me esqueci…)

Na parte da tarde visitamos a famosa praia Had Rin Nok, onde acontece a tal festa. Fiquei (mal) impressionada com os números grandiosos – milhares de turistas ocupam a praia todos os meses… Fiquei pensando na quantidade de bebida que provavelmente consomem e no lixo que devem deixar para trás – definitivamente, nada a ver com a minha ideia de viagem e diversão…

Had Rin Nok

Had Rin Nok

Had Rin Nok

Had Rin Nok

Ao fim da tarde, voltamos para Koh Samui. Essa era a nossa última noite na ilha e decidimos então ir jantar no restaurante do Saboey Resort, vizinho ao nosso hotel. Pagamos um preço fixo por pessoa – cerca de 850 baht ou R$ 60 – com direito ao buffet livre e show de dança tí­pica tailandesa. Achei o jantar bem gostoso até cair na armadilha da pimenta na salada de papaia verde – sou fã de comida condimentada, mas a Tailândia realmente testa os nossos limites…

Saboye à noite

Saboey Resort à noite

Buffet de jantar no Saboye

Buffet de jantar no Saboey White Bar

Drinks

Últimos drinks pré-pimenta, digo, pré-jantar…

O show de dança foi muito bonito – depois de assistir a outros no Camboja e em Bali, aos poucos fomos nos acostumando aos movimentos das danças orientais, apreciando tudo sempre mais… São espetáculos turí­sticos, claro, mas discordo de quem desfaz desse tipo de atração por não ser “autêntica”. Não acredito em autenticidade, nessa época tão globalizada em que vivemos – afinal, que autenticidade pode haver onde há interação?!? Mas isso, em hipótese alguma, retira a beleza do espetáculo…

IMG_9373   IMG_9380

Dançarina

A suavidade dos gestos da dançarina

IMG_9381   IMG_9390

Dançarinas

E os figurinos belí­ssimos…

O JB também contou sobre esse dia lá n’O Descobrimento da América +. Para ler, clique aqui!

2 thoughts on “Dia 41, 04/02 – Koh Pha Ngan

  1. Definitivamente a Moon Party não faz a minha praia, mas essa aí­, bem mais vazia e “comportada” sim. E esse negócio da pimenta no Sudeste Asiático é complicado. Uma saladinha que parece inofensiva nos reserva surpresas!

    • Camila, eu também sou fã das praias mais vazias e tranquilas. A Full Moon Party não teria sido a minha praia nem quando eu tinha 20 anos de idade… 😀 (E, a sério, sou super contra a realização desses eventos – na minha opinião, é turismo predatório pesado, não traz nenhum benefício além do ganho financeiro imediato…)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *